Atchimmmmm! Alergias....




Atchimmmmmm! Alergias...


Hoje falo-vos sobre um tema que afeta muitos de nós nestes dias da Primavera.
Começa a ficar mais calor, os passarinhos cantam, as árvores florescem e nós... espirramos!

Vou-vos explicar um pouco sobre o que é isto das alergias e dar-vos algumas dicas de como melhorar os sintomas e usufruir da Primavera.

As alergias
As alergias são reações exageradas do sistema imunitário a determinadas substâncias (alergénios), encarando-as como agressivas, apesar de serem comuns.
É possível ser-se alérgico a uma variedade de substâncias, tais como: pólens, ácaros do pó, medicamentos, alimentos, pêlos de animais, entre outros.
As alergias manifestam-se através de sintomas respiratórios (rinite alérgica e asma); oculares (conjuntivite alérgica) e dermatológicos (eczema e urticária).
Os diferentes sintomas podem ocorrer em simultâneo e as manifestações mais frequentes são:
  • o corrimento nasal transparente (rinorreia);
  • o nariz entupido (congestão nasal);
  • comichão no nariz, olhos, ouvidos e céu da boca;
  • tosse e irritação na garganta;
  • espirros;
  • olhos vermelhos, irritados e lacrimejantes, com comichão e por vezes pálpebras inchadas.
Apesar de haver uma forte predisposição genética, há outros fatores que predispõem para o aparecimento de sensibilizações, tais como a poluição e o fumo do tabaco.
O diagnóstico baseia-se na história clínica, exame físico e testes de diagnóstico, nomeadamente testes cutâneos de hipersensibilidade.  

A rinite alérgica
A rinite alérgica é a manifestação mais comum das doenças alérgicas.
Suspeita-se de rinite alérgica quando algumas das manifestações referidas surgem repetidamente ao longo do ano, como a rinite alérgica perene (pode estar associada aos acaros do pó da casa), ou num determinado período do ano, como a rinite alérgica polínica. Esta última é muito frequente nesta altura do ano, uma vez que, é na Primavera que a maioria das plantas poliniza.
A rinite alérgica é uma doença respiratória crónica major. Devido, por um lado, à sua elevada prevalência, e repercussão na qualidade de vida e impacto na produtividade e, por outro lado, pela presença comum de outras patologias associadas, como a conjuntivite, a otite, problemas de sono e a frequente relação com a asma e a sinusite.
  
Tratamento
A forma mais simples de prevenir as alergias é evitar o contacto com as substâncias que causam os sintomas.
Por exemplo, na rinite alérgica polínica, na Primavera, em dias ventosos e secos, deve reduzir-se as atividades no exterior, evitando passeios ao ar livre, viajar de carro de janelas abertas, abrir janelas e portas de casa e cortar a relva.    
Há medicamentos que aliviam os sintomas da reação alérgica, tais como, os anti-histamínicos, descongestionantes nasais e corticosteroides tópicos nasais, que devem ser tomados em situações de crise.

No dia a dia, podemos usar as águas do mar para lavar as narinas e assim evitar a deposição dos alergénios nestas mucosas. Duas vezes por dia pode diminuir os espirros e as secreções. Quando existe um congestionamento e para evitar a o uso prolongado dos descongestionantes nasais, que provocam habituação, já existem águas do mar hipertónicas que vão ajudar a respirar melhor.
E para aqueles que querem prevenir ou mesmo aliviar os sintomas ao longo da estação, existe o Nasafytol que o vai ajudar a respirar melhor, sem os efeitos secundários dos anti histamínicos clássicos como a sonolencia ou secura das muscosas. Isto com apenas uma toma diária.
E pronto, temos a receita sobre como passar a primavera de nariz livre e desimpedido.

Até breve,
Cristiana


Cristiana Matias é farmacêutica na Farmácia do Norteshopping e está noiva e muito feliz. A sua experiencia em Farmácia Comunitária tornou-a uma farmaceutica experiente e capaz de comunicar os melhores conselhos aos seus utentes.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.