Atchimmmmm! Alergias....




Atchimmmmmm! Alergias...


Hoje falo-vos sobre um tema que afeta muitos de nós nestes dias da Primavera.
Começa a ficar mais calor, os passarinhos cantam, as árvores florescem e nós... espirramos!

Vou-vos explicar um pouco sobre o que é isto das alergias e dar-vos algumas dicas de como melhorar os sintomas e usufruir da Primavera.

As alergias
As alergias são reações exageradas do sistema imunitário a determinadas substâncias (alergénios), encarando-as como agressivas, apesar de serem comuns.
É possível ser-se alérgico a uma variedade de substâncias, tais como: pólens, ácaros do pó, medicamentos, alimentos, pêlos de animais, entre outros.
As alergias manifestam-se através de sintomas respiratórios (rinite alérgica e asma); oculares (conjuntivite alérgica) e dermatológicos (eczema e urticária).
Os diferentes sintomas podem ocorrer em simultâneo e as manifestações mais frequentes são:
  • o corrimento nasal transparente (rinorreia);
  • o nariz entupido (congestão nasal);
  • comichão no nariz, olhos, ouvidos e céu da boca;
  • tosse e irritação na garganta;
  • espirros;
  • olhos vermelhos, irritados e lacrimejantes, com comichão e por vezes pálpebras inchadas.
Apesar de haver uma forte predisposição genética, há outros fatores que predispõem para o aparecimento de sensibilizações, tais como a poluição e o fumo do tabaco.
O diagnóstico baseia-se na história clínica, exame físico e testes de diagnóstico, nomeadamente testes cutâneos de hipersensibilidade.  

A rinite alérgica
A rinite alérgica é a manifestação mais comum das doenças alérgicas.
Suspeita-se de rinite alérgica quando algumas das manifestações referidas surgem repetidamente ao longo do ano, como a rinite alérgica perene (pode estar associada aos acaros do pó da casa), ou num determinado período do ano, como a rinite alérgica polínica. Esta última é muito frequente nesta altura do ano, uma vez que, é na Primavera que a maioria das plantas poliniza.
A rinite alérgica é uma doença respiratória crónica major. Devido, por um lado, à sua elevada prevalência, e repercussão na qualidade de vida e impacto na produtividade e, por outro lado, pela presença comum de outras patologias associadas, como a conjuntivite, a otite, problemas de sono e a frequente relação com a asma e a sinusite.
  
Tratamento
A forma mais simples de prevenir as alergias é evitar o contacto com as substâncias que causam os sintomas.
Por exemplo, na rinite alérgica polínica, na Primavera, em dias ventosos e secos, deve reduzir-se as atividades no exterior, evitando passeios ao ar livre, viajar de carro de janelas abertas, abrir janelas e portas de casa e cortar a relva.    
Há medicamentos que aliviam os sintomas da reação alérgica, tais como, os anti-histamínicos, descongestionantes nasais e corticosteroides tópicos nasais, que devem ser tomados em situações de crise.

No dia a dia, podemos usar as águas do mar para lavar as narinas e assim evitar a deposição dos alergénios nestas mucosas. Duas vezes por dia pode diminuir os espirros e as secreções. Quando existe um congestionamento e para evitar a o uso prolongado dos descongestionantes nasais, que provocam habituação, já existem águas do mar hipertónicas que vão ajudar a respirar melhor.
E para aqueles que querem prevenir ou mesmo aliviar os sintomas ao longo da estação, existe o Nasafytol que o vai ajudar a respirar melhor, sem os efeitos secundários dos anti histamínicos clássicos como a sonolencia ou secura das muscosas. Isto com apenas uma toma diária.
E pronto, temos a receita sobre como passar a primavera de nariz livre e desimpedido.

Até breve,
Cristiana


Cristiana Matias é farmacêutica na Farmácia do Norteshopping e está noiva e muito feliz. A sua experiencia em Farmácia Comunitária tornou-a uma farmaceutica experiente e capaz de comunicar os melhores conselhos aos seus utentes.


Dietas Detox

Hoje propus-me a falar convosco sobre um tema que está muito em voga: o detox!

Após alturas de abuso na alimentação e nas bebidas alcoólicas ou açucaradas, como nas festas de final de ano, feriados e aniversários, algumas pessoas recorrem às dietas detox, também chamadas de dietas desintoxicantes com o objetivo de "limpar o organismo" e perder peso. Isto surge pelo facto de que, se por um lado a alimentação pode causar intoxicações, por outro lado, existem alimentos e suplementos que ajudam a desintoxicar o organismo de forma natural e saudável.
Para além dos excessos das festas a verdade é que, hoje em dia o ambiente que nos rodeia é altamente tóxico devido ao uso excessivo de produtos químicos que acabam por entrar no nosso organismo através da alimentação, do ar que respiramos, dos produtos que usamos, etc.
Dito isto, é fácil de perceber que estamos todos com maior ou menor grau de “intoxicação” sendo que, entendendo os sintomas e aprendendo a escutar o nosso organismo podemos muitas vezes detetar e atuar sobre o mesmo. 

Os principais sintomas da acumulação de toxinas no organismo podem passar por: 
- fadiga 
- falta de memória e concentração
- menor resposta do sistema imunitário
- obesidade
- menor resposta a tratamentos nomeadamente de perda de peso
- doenças degenerativas e carcinogénese a longo prazo

Vamos então entender como podemos desintoxicar o nosso corpo melhorando a nossa saúde geral a curto, médio e longo prazo.

Onde actuar:
O principal órgão que está associado a este processo é o Fígado. No entanto outros orgãos estão também envolvidos na eliminação das toxinas tais como:
-  os rins desintoxicam indirectamente e eliminam as toxinas (drenagem), 
- o sistema gastrointestinal também elimina toxinas através das fezes 
- a pele através da transpiração

Actualmente esta sobrecarga de toxinas exige que por vezes haja uma necessidade extra em aumentarmos os mecanismos de desintoxicação naturais e é então nestes orgãos que os alimentos e os suplementos vão actuar.
As abordagens para desintoxicar são várias mas antes de se iniciar qualquer processo de “limpeza” temos também de alterar os nossos hábitos diários. Em primeiro lugar todo este processo passa pela adoção de medidas higieno-dietéticas tais como:

- evitar os alimentos refinados e a chamada "fast-food"
- beber 1,5 a 2L de água ou chá fora das refeições
- ingerir bebidas alcoólicas com moderação
- não fumar
- privilegiar o consumo de frutas e legumes cujo teor de fibras ajuda a "limpar" o intestino e com isso eliminar toxinas antes de serem absorvidas
- evitar o stress que consequentemente leva à formação de radicais livres 

Para além das anteriormente referidas pode também complementar as mesmas com outras medidas tais como:

- Homeopatia:




  • Detox kit” - um programa completo de desintoxicação à base de medicamentos de origem natural que passa pela ativação de três sistemas: linfáticos, hepato-intestinal e renal. Detox Kit favorece a drenagem e eliminação das toxinas acumuladas no dia a dia pela alimentação inadequada, alto consumo de açúcar, consumo de álcool e tabaco. Não apresenta efeitos secundários nem interação com outros medicamentos.
  • Cholagutt Detox - contêm o complexo Hepa DTX, que é uma combinação de três ingredientes - cardo mariano, fostatidilcolina e ácido Alfa-Lipóico.
  • Sais de Scussler (Natrium Sulfuricum): ajuda nos processos gerais de desintoxicação e excreção de líquidos. Elimina os líquidos excessivos e ajuda no funcionamento do fígado
-Fitoterapia:

alcachofra - activa a vesicula biliar e ajuda ao melhor metabolismo das gorduras e ajuda na eliminação do excesso de agua no organismo e consequentemente na eliminação de tóxinas
cardo mariano – é uma planta medicinal com propriedades hepato-protetoras e tem também uma ligeira acção diurética
chá verde – tem um forte poder anti-oxidante melhorando as defesas naturais do organismo e ainda uma acção lipolitica ajudando a combater a gordura corporal.

- Super Alimentos 


São alimentos com um elevado teor de fitonutrientes com propriedades muito benéficas para a saúde :
clorela
erva-de-trigo
erva-de cevada
são alimentos altamente ricos em clorofila e muito concentrados em vitaminas e minerais antioxidantes e com potentes propriedades desintoxicantes. Fold Mix Detox associa estes componentes para desintoxicar o organismo num forma fácil e saborosa de tomar. 

São então muitos os motivos pelos quais deveriamos adoptar estas práticas no nosso dia a dia tais como : mais energia, prevenção de doenças degenerativas, melhor qualidade do sono, perda de peso, pele mais limpa, entre outras.
Existem  opções para todos os gostos e por isso não há desculpas para não cuidarmos da nossa saúde.

Até breve!
Um abraço detox,
Ângela*.

*Ângela Campos é farmacêutica na Farmácia Ferreira da Silva, mãe do Manel e adepta de um estilo de vida saudável e livre de toxinas. Atende sempre com um sorriso nos lábios e um cabelo impecável.