Celulite - o flagelo tem fim à vista?

Olá meninas,

O bom tempo está a chegar e começam a surgir as nossas preocupações. O Inverno já lá vai e começamos a olhar com outros olhos para o nosso corpo que esteve coberto durante os meses mais frios.

O que mais nos preocupa é a teimosa "casca de laranja" que parece não querer deixar-nos.

Ficamos tristes, desmotivadas e a pensar: 

Como vamos vestir o biquini? Como acabar com a celulite? O que fazer? Qual o melhor método a adoptar para o meu caso?

Calma. Não é necessário começarmos a desesperar. 

Existem soluções adequadas para cada uma de nós.



Prestem atenção e sigam as minhas dicas:

Antes de demais, é importante conhecer o inimigo para melhor o atacar. 
"A celulite(lipodistrofia ou hidrolipodistrofia) é uma alteração das células do tecido adiposo, causada pelo acumular de gordura, água e toxinas, fazendo com que essas células fiquem cheias e endurecidas, deixando o local com ondulações e nódulos, que se manifesta externamente através dos furinhos indesejados ("casca de laranja").

É causada por alterações no tecido adiposo, em conjunto com alterações na microcirculação e consequente aumento do tecido fibroso." 

Esta nossa "inimiga" não é uma condição médica grave, mas causa-nos muito desconforto e pode ser mais do que um problema estético.

Assim sendo, temos de saber identificar o grau de celulite, para adotarmos o tratamento que melhor se adapte às nossas necessidades.
Existem vários tipos de celulite:
Grau 1- Apenas notada se comprimirmos a pele. É neste grau que os vasos sanguíneos estão suscetíveis à ação inflamatória e consequente acumulação de toxinas.
Grau 2- Neste grau, já não é necessário comprimir a pele para se notar o seu aspecto alcochoado. Ao apertar a pele ela fica amarelada, devido à acumulação de líquidos.
Grau 3- Quando já há aparecimento de nódulos. É a partir deste estadio que começam os primeiros sinais de dor e o inchaço torna-se evidente.
Grau 4- As fibras que constituem a musculatura formam nós e as células de gordura formam nódulos cada vez maiores. Há dor.
Com a circulação comprometida, torna-se difícil eliminar as toxinas, agravando assim a celulite.

Porque é que é mais frequente o aparecimento nas mulheres do que nos homens?
Fácil. A celulite  é mais frequente nas mulheres devido à estrutura das fibras do tecido conjuntivo feminino, que é diferente da do homem, o que propícia o aparecimento da celulite.
Ter celulite não significa que estejamos acima do peso. Até mesmo pessoas magras podem ter. Contudo, se estivermos mais gordinhas, a perda de peso pode reduzir a celulite.

Fatores que influenciam o aparecimento de celulite e que favorecem a sua acumulação:
Má alimentação
Dieta rica em gordura
Metabolismo lento
Sedentarismo
Alterações hormonais
Desidratação
Gordura corporal total

Para que consigamos combater a celulite temos de mudar alguns destes hábitos.

Aqui ficam algumas dicas indispensáveis:

  • Diminuir a ingestão de sal, bem como alimentos fritos, enlatados e processados.Ter atenção aos conservantes e substâncias artificiais, pois além de além de dificultarem a digestão, contêm alta quantidade de açúcares e gorduras, aumentando assim a quantidade de toxinas na corrente sanguínea,  favorecendo o aparecimento da celulite. É importante manter uma dieta equilibrada, rica em fibras e pobre em gorduras, açucares e sal.
  • Não fumar.
  • Beber pelo menos 2L de água por dia, pois ajuda a eliminar estas toxinas além de nos hidratar.
  • A atividade física é primordial. Além de ajudar a eliminar a gordura localizada no quadril e nos glúteos, os exercícios melhoram a circulação e consequentemente, o aspecto da pele.
  • Exercícios aeróbios e localizados são interessantes. Temos de escolher uma modalidade de exercícios que gostemos, como caminhada, ginástica, danças aeróbias, treino elíptico, musculação, bicicleta, natação ou step. É importante num plano de treino que os exercícios sejam de resistência, uma vez que a gordura subcutânea apoia-se em cima dos músculos e se a musculatura for fraca e flácida, contribui ainda mais para o efeito “ondulado” da celulite.
  • Fazer esfoliação, pelo menos duas vezes por semana, uma vez que retira a camada de células mortas da epiderme, favorecendo uma melhor penetração dos cremes posteriormente aplicados. Adoro o esfoliante corporal da Nuxe, que combina cascas de noz e areia, deixando a nossa pele macia e suave.
  • Aplicar produtos anti-celuliticos específicos a cada caso, não esquecendo a massagem vigorosa aquando da aplicação, pois ajuda ao aumento da circulação na área, favorecendo a penetração do produto. Estes promovem a quebra da gordura local, melhoram a microcirculação e estímulam a produção de colágeno, o que melhora a celulite. Tenho duas marcas que gosto especialmente e, a Elancyl e a Lierac, como uso anti-celulítico o ano todo, posso ir intercalando ou aproveito as promoções do Cosmetic Delivery. Ainda por cima estão com 25% de desconto! 

Existem também na farmácia outros produtos que nos podem ajudar. 
-Retinóides (diminuem a espessura da pele);
-Cafeína (inibe a produção de gordura e promove sua eliminação);
-Gingko biloba (ativa a circulação sanguínea), 
-Vitaminas E e C (antioxidantes).
-30 days Plus celulite, vão ajudar a retirar os nódulos pelo interior.

Podemos ainda recorrer a tratamentos estéticos, como drenagem linfática (estimula a eliminação de líquidos acumulados no corpo), radiofrequência (estimula a produção de colágeno, diminuindo as fibras fibrosas que retraem o tecido e deixam a pele cheia de furinhos), massagem modeladora (atua tanto sobre o sistema linfático como sobre as placas de gordura), entre outras disponíveis no mercado.

Pela nossa saúde, motivemo-nos e comecemos já! Não deixamos para o próximo Verão, o que podemos fazer ainda antes de este começar.

Acabemos com a celulite para nos sentirmos bem com o nosso corpo e assim podermos brilhar ainda mais. 

Até breve,
Carolina.*

Carolina Mesquita é farmacêutica na Farmácia Ferreira da Silva e desenvolve a sua atividade entre cremes, loções e suplementos, experimentando os produtos sempre que pode. Adora dermocosmética e aconselhar os seus clientes.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.